Notícias

Anteriores›› Do Mês››

“O LIVRO DO TOMATE” DÁ-NOS AS RECEITAS E FAZ A FESTA

Esta é uma homenagem a um alimento com lugar cativo nas cozinhas de todo o mundo. Do tomate conhecem-se milhares de variedades e é ingrediente fadado a inúmeras preparações e celebrações. Jenny Linford faz prova disso mesmo com 75 receitas originais neste “O Livro do Tomate”.
 

Ninguém fica indiferente às imagens televisivas da festa valenciana La Tomatina que se realiza todos os anos em agosto na cidade de Buñol, Espanha. Milhares de participantes entregam-se a uma batalha com mais de cem toneladas de tomates maduros. Findo o evento, as ruas da localidade e os participantes ficam completamente vermelhos. Jenny Linford autora deste “O Livro do Tomate” (Jacarandá Editora) não esquece esta dimensão festiva do alimento e convida-nos a viajar pelos Estados Unidos, Espanha e Itália, à descoberta de celebrações insólitas e populares.

Isto numa obra que é, sobretudo, um livro de receitas, 75 para sermos exatos, embora não desmereça em questões como o cultivo e a conservação caseira do tomate, a combinação deste ingrediente com outros alimentos. Jenny revela, inclusivamente, a sua preocupação pela preservação de milhares de tipos de tomate, de cor, sabor e forma diferentes.

A polpa sumarenta, sabor delicado e um travo particular entre ácido e doce tornam o tomate versátil. Cortado e comido cru em saladas, servido ou cozinhado num molho saboroso e rico, assado no forno, seco ao sol.

Pode, por exemplo, ser o elemento principal de um prato, como no caso do gaspacho e do molho de tomate para massa, ou um ingrediente muito agradável para dar vida às saladas, ao pão, aos guisados edahls. Um dos segredos do tomate reside no facto de poder ser conservado por longos períodos em lata, frasco, embalagem de cartão, inteiro, em pedaços, em polpa.

O livro, com imagens do fotógrafo Peter Cassidy, percorre os petiscos, as sopas e saladas, pratos de aves, carne e peixe, pratos de vegetais e de arroz e massa, passando ainda por ideias para pastelaria e padaria, não esquecendo os molhos e conservas.

Entre as receitas apresentadas nas 160 páginas do presente título saliente-se a mousse de tomate, os panados de tomate verde, a sopa de tomate e abóbora assada, a salada de tomate e funcho, as almôndegas em molho de tomate picante, o caril de tomate, o macarrão com tomate e queijo, a tarte de tomate, os rolinhos de tomate e funcho.

Na introdução à obra, a autora narra a história deste fruto (na cozinha é considerado um vegetal) com centenas de variedades. Uma epopeia com raízes na América do Sul, de onde o tomate é originário. Encontramo-lo no México, por volta de 700 d.C, onde é apadrinhado pelos Aztecas que lhe chamamXitomati. No século XVI entra na Europa pela mão dos espanhóis. Ganha lugar cativo na cozinha italiana onde fica conhecido como “maçã dourada” (pomodoro).

O livro chega aos escaparates com o preço de 17,50 euros.

20/06/2016, Fonte: Sapo Lifestyle

“SALADAS EM FRASCO” PARA COMER FRESCO E SAUDÁVEL EM QUALQUER LUGAR

De cores vibrantes, frescas e saudáveis, estas saladas acondicionadas em frasco são uma mais-valia na alimentação quotidiana. Anna Baxter, autora deste “Saladas em Frasco”, apresenta-nos 65 receitas e muitas dicas de preparação e acondicionamento dos ingredientes.

“Numa época em que muitos de nós têm de engolir o almoço à pressa, quer fora, quer num canto do escritório, as nossas escolhas mais saudáveis parecem resumir-se a dois tristes cenários: a salada pré-embalada, pouco saborosa, enegrecida e mole, ou a salada pela qual pagamos um balúrdio e que se revela medíocre”.

Anna Helm Baxter, autora destas palavras retiradas do livro “Saladas em Frasco” (Jacarandá Editora), apresenta-nos uma terceira via: preparar o almoço dentro de um frasco, degustando os vegetais frescos e facilitando o transporte dos mesmos para, por exemplo, o local de trabalho.

Anna, depois de explicar como preparar uma salada em frasco (regra essencial) lança-se na apresentação das suas sugestões. No total “Saladas em Frasco” traz-nos 65 receitas de produção muito simples e tendo por base ingredientes saudáveis. Tomate, espargos, frutos secos, morangos, pimentos, curgete, pepino, aipo, cenoura, figos, sêmola, são ingredientes recorrentes nas receitas de Anna Baxter.

Isto num livro que aprofunda a preparação de molhos, como o vinagrete com balsâmico, o molho de chalotas e estragão, o molho thai apimentado, o molho de abacate e ervas, entre outros.

Em “Saladas em Frasco” há propostas para todos os gostos e ocasiões, das saladas a cru, como a de rabanete, cenoura e couve-frisada, à de abóbora e limão; às saladas para frascos pequenos, onde se incluem, a de figos e queijo azul, a de aipo e parmesão, a de grelos, couve-frisada e kamut¸a de melancia, tomate e feta, a de feijão branco, romã e pesto . Nos frascos grandes cabem a salada de frango de caril, a de arroz selvagem e nectarina, a de pêssego, quinoa e dente-de-leão, a de abóbora-manteiga agridoce, a salada de salmão, quinoa e tzatziki.

Finalmente, o livro não esquece os frascos doces e aconselha a preparação, por exemplo, de uma salada de coco, chia e frutos silvestres; de quinoa e amoras; tâmaras, morangos e castanha-do-pará.

Cada receita apresenta os seus potenciais benefícios e vitaminas existentes.

“Saladas em Frasco” é o quarto livro da coleção que inclui os títulos “Smoothies Verdes” (2ª edição), “Sem Adição de Açúcar” (2ª edição), “Superalimentos”.

O livro chega aos leitores com o preço de 11,90 euros.

20/06/2016, Fonte: Sapo Lifestyle

O Grufalão vai estar na Feira do Livro de Lisboa

Vem visitar O GRUFALÃO à Feira do Livro de Lisboa!  Junto do Pavilhão da Jacarandá Editora.

Dia 28 de maio, às 11h
Dia 1 de junho, às 16h
Dia 5 de junho, às 16h
Dia 10 de junho, às 16h
Dia 13 de junho, às 16h
01/06/2016, Fonte: Jacarandá Editora

Colorir com Millie Marotta na Feira do Livro de Lisboa

Venham colorir duas enormes imagens criadas por Millie Marotta do seu ultimo livro A Savana Selvagem.

Domingo dia 12 de Junho, entre as 16h e 18h, junto ao Pavilhão da Jacarandá Editora.
01/06/2016, Fonte: Jacarandá Editora

Sessão de Autógrafos com Luísa Ducla Soares na Feira do Livro de Lisboa

Venham conhecer Luísa Ducla Soares que apresenta o seu mais recente livro Atenção! Sou um adolescente.
Sábado dia 4 de junho, entre as 16h e 18h, junto ao Pavilhão da Jacarandá Editora
01/06/2016, Fonte: Jacarandá Editora

Colorir com Thomas Pavitte na Feira do Livro de Lisboa

Venha completar duas enormes imagens criadas pelo Thomas Pavitte: uma de Colorir por Números Ícones e a outra de Animais Ponto-a-Ponto.

Domingo dia 29 de maio, entre as 16h e 18h, junto ao Pavilhão da Jacarandá Editora.
24/05/2016, Fonte: Jacarandá Editora

Feira do Livro de Lisboa 2016: tudo o que vai acontecer

O maior evento livreiro do país está de volta ao Parque Eduardo VII, em Lisboa, de 26 de Maio a 13 de Junho.  
 
Mais abaixo neste artigo mostramos-lhe a lista completa, dia a dia, de todos os lançamentos, autógrafos, actividades para crianças, concertos e palestras.  
 
É uma lista grande, por isso começamos com um resumo.  
 
Primeiro, os números. A 86.ª edição da Feira do Livro de lisboa arranca com 123 participantes (mais 10 do que em 2015), 277 pavilhões (mais 6) e 600 editoras e chancelas.  
 
Há coisas que não mudam, como a Hora H . Mantém-se a happy time (22h-23h), com descontos mínimos de 50% (na zona da Porto Editora, o desconto chega aos 70%). Não é todos os dias: só de 2.ª a 5.ª (excepto 26/5). No pavilhão da Fundação Francisco Manuel dos Santos, é-lhe oferecido um ensaio do 1 ao 49 na compra de um livro.  
 
Mantém-se, naturalmente os lançamentos e autógrafos dos escritores.   
23/05/2016, Fonte: Sábado , Jornalista: Marco Alves

O Meu Irmão é um Super-Herói ganha o Children’s Book of the Year

David Solomons derrota JK Rowling, David Walliams e Terry Pratchett
O Meu Irmão é um Super-Herói, de David Solomons, acaba de ganhar mais um importante prémio - ontem a noite, dia 9 de maio, nos British Book Industry Awards - o Children’s Book of the Year. Conseguiu ganhar o prémio com este seu primeiro livro, derrotando assim autores como JK Rowling, David Walliams e Terry Pratchett.
No passado dia 18 de março, o livro foi também vencedor do Waterstones Children's Book Prize, na categoria de ficção infantil, e o galardão principal Waterstones Children’s Book Prize.
Lançado em Portugal pela Jacarandá Editora, O Meu Irmão é um Super-Herói é uma história repleta de aventuras de dois irmãos para salvar universos.

 
10/05/2016, Fonte: Jacarandá Editora

Letras Pequenas... "Óscar e Faísca"

Óscar mudou-se para a cidade. "'Tenho saudades dos campos verdes', suspirava. 'Sinto a falta de estar ao ar livre, mas, acima de tudo, tenho saudades dos meus amigos'. " Mas a tristeza do menino em breve vai atenuar-se, depois de um passeio pelas ruas.

Ler mais em: http://lazer.publico.pt/noticias/360189_letras-pequenas-oscar-e-faisca
19/04/2016, Fonte: Público , Jornalista: Rita Pimenta

Superalimentos

São estes os alimentos obrigatórios para si
O livro ‘Super Alimentos, a bíblia’, da editora Jacarandá, é um manual autêntico, que explica tudo sobre os superalimentos e inclui 66 receitas saudáveis (uma delas é massa com pesto), para pequeno-almoço, saladas, sopas e petiscos, legumes, prato principais, bolos doces e salgados, além de sobremesas e petiscos doces. “Em cada receita são apresentados os seus potenciais benefícios e vitaminas existentes. A autora explica ainda os tipos de superalimentos, o seu vocabulário e tabela e ainda as principais fontes de vitaminas”.

Ler mais: http://www.delas.pt/sao-estes-os-alimentos-obrigatorios-para-si/ 
13/04/2016, Fonte: Delas

'Três Vezes Nós' é livro de cabeceira do Jornal Metro

12/04/2016, Fonte: Jornal Metro

Sem ideias para o jantar? Experimente umas tostas gourmet

E pode começar por esquecer o queijo e o fiambre e até mesmo a manteiga. No livro, são mais de 70 as receitas de tostas que o deixarão com água na boca. E há para todos os gostos: amantes de salgados, de doces, de frutas, de vegetais e de combinações improváveis.

Ler mais: http://www.noticiasaominuto.com/lifestyle/570026/sem-ideias-para-o-jantar-experimente-umas-tostas-gourmet
12/04/2016, Fonte: Notícias ao Minuto , Jornalista: Daniela Costa Pereira

"O escritor deve ser bissexual para ter voz masculina e feminina"

A escritora turca Elif Shafak tem um novo romance traduzido em Portugal. Em entrevista, explica as contrariedades da sociedade da Turquia.
Alguns dos dois milhões de seguidores no Facebook da escritora turca Elif Shafak são leitores portugueses, que em apenas um ano teve traduzidos em Portugal dois romances: A Bastarda de Istambul e A Cidade nos Confins do Céu. Não será por acaso que Shafak considera que "as pessoas, a cultura as artes e a literatura de ambos os países estão no meu coração", pois além do sucesso literário em Portugal ela conhece bem o país por ter passado cá algumas temporadas em criança. Não consegue deixar de referir que "tanto as palavras como a imaginação dos dois povos se interligam" e que, confessa, "gostaria de voltar a Lisboa logo que possível".

Ler mais: 
http://www.dn.pt/artes/interior/o-escritor-deve-ser-bissexual-para-ter-voz-masculina-e-feminina-5108703.html
04/04/2016, Fonte: Diário de Notícias , Jornalista: João Céu e Silva

Escritoras dominam novidades literárias

É impossível não reparar que a maioria dos romances originais e traduzidos que estão a ser lançados em Portugal são de escritoras.
 A Jacarandá lançou recentemente A Cidade nos Confins do Céu, da autora turca Elif Shafak (ler entrevista ao lado), e também aposta na escritora finalista do prémio literário Man Booker, a inglesa Sarah Hall e o seu romance O Regresso dos Lobos.
O romance de Sarah Hall escolhe a voz feminina para ser a narradora do romance e o mesmo acontece com Eimear McBride ou Ruth Ware. Mesmo que em O Regresso dos Lobos se respire um outro filão literário, o do regresso ao campo, na história que recria uma "Disneylândia ambiental" com o objetivo de reintroduzir os lobos desaparecidos de Inglaterra há 500 anos. 

Ler mais: 
http://www.dn.pt/artes/interior/escritoras-dominam-novidades-literarias-5108722.html
04/04/2016, Fonte: Diário de Notícias , Jornalista: João Céu e Silva

O Meu Irmão é um Super-herói, de David Solomons, ganha o Waterstones Children's Book Prize

O Meu Irmão é um Super-Herói, de David Solomons, acaba de ganhar dois prémios: o Waterstones Children's Book Prize, na categoria de ficção infantil, e o galardão principal Waterstones Children’s Book Prize.
 

Poderia ter sido eu, se não tivesse ido fazer chichi…

É assim que começa a história de Luke que está na casa da árvore com o seu irmão mais velho, Zack, mas precisa de fazer chichi. Quando regressa, foram dados superpoderes ao seu irmão imprestável que-nunca-leu-um-livro-de-banda-desenhada-na-vida e fora-lhe dada a missão de salvar não um, mas dois universos.

É esta a história de O Meu Irmão é um Super-Herói, de David Solomons, que acaba de ser galardoada com dois Waterstones Children's Book Prize, ganhando não só na categoria de ficção infantil, como sendo o grande vencedor do prémio, na cerimónia que teve lugar na livraria Waterstones' Piccadilly, em Londres, no passado dia 18 de março.

Bestseller no Reino Unido, com excelentes críticas, é um livro tão divertido que o próprio ator Steve Coogan diz que «vais rir às gargalhadas até caíres da casa da árvore».

David Solomons escreve guiões há muitos anos. O Meu Irmão é um Super-Herói é o seu primeiro livro para crianças. O autor nasceu em Glasgow e atualmente vive em Dorset, com a mulher, a escritora Natasha Solomons.



https://www.jacaranda.pt/livro/infantis-juvenis/7-a-10-anos/o-meu-irmao-e-um-super-heroi/#david-solomons

23/03/2016

O novo verbo que está a transformar a cozinha: espiralizar

Prepare-se para dar voltas ao garfo porque a nova moda culinária transforma o mais rijo dos legumes em esparguete. Apresentamos o espiralizador e um novo livro que reúne 80 receitas dos falsos noodles

 

Não é exagero falar de uma espiral de loucura. Cenouras, pepinos, curgetes, batatas, cebolas, maçãs, abóboras, beterrabas, peras, rabanetes, papaias, até lulas — sejam legumes, frutas ou cefalópodes, nenhum resiste ao pequeno eletrodoméstico que está a revolucionar a cozinha e que transforma o mais rijo ou escorregadio dos alimentos em fios e rodelas iguais a esparguete.

Há quem chame ao que sai de um espiralizador “zoodles” ou “falsosnoodles” e essa é, de facto, a melhor forma de resumir a tendência: parece massa, serve de acompanhamento, como a massa, mas não é massa.

Tudo acontece graças a um conjunto de lâminas que cortam os alimentos em espirais mais ou menos finas, do esparguete ao fettuccine, e com a ajuda de uma manivela semelhante à que se usava antigamente para picar carne. A maioria dos espiralizadores que se encontra à venda em lojas especializadas — um bom exemplo é a César Castro, onde há opções a partir dos 22,50€ — vem com três lâminas incluídas e com essas já se conseguem ver mais espirais do que num teste de ilusão de ótica.

Porque para além de criar pratos bonitos e coloridos, o espiralizador permite cortar nos hidratos de carbono e nas calorias ao mesmo tempo que potencia o consumo de frutas e legumes, comidos ao natural ou cozinhados no 
wok. Isso mesmo é evidente no novo livro que acaba de chegar ao mercado, Espiralize já!, e que reúne 80 receitas saudáveis para dar várias voltas ao garfo, das entradas às sobremesas.

Ler aqui notícia na íntegra: 
http://observador.pt/2016/03/12/novo-verbo-esta-transformar-cozinha-espiralizar/

14/03/2016, Fonte: Observador , Jornalista: Ana Dias Ferreira

Nova tendência anti-stress: Assim nasce uma preguiça

Uma preguiça, um cavalo, um pavão ou um chimpanzé. Noutras páginas, há um casal a dançar e ainda um arranjo de flores. As imagens vão-se formando, com calma e paciência, só é preciso manter a caneta firme. São cerca de 400 pontos numerados para unir e cada um o aproxima mais da descontracção. Os livros de ponto-a-ponto são o novo companheiro para adultos de agendas preenchidas e ritmos acelerados: servem para contrariar a loucura do quotidiano. 

Leia aqui o artigo na íntegra: http://www.sabado.pt/vida/detalhe/assim_nasce_uma_preguica.html
07/03/2016, Fonte: Sábado , Jornalista: Maria Espírito Santo

Perder peso, ganhar saúde

Quer perder peso? Tem um novo aliado. Amelia Freer acaba de lançar ‘Comer, Nutrir, Brilhar’, uma obra com dez passos para perder peso, parecer mais jovem e sentir-se melhor, apresentando ainda 25 receitas originais e deliciosas para uma alimentação saudável. 

Amelia Freer é uma das mais reconhecidas e requisitadas terapeutas nutricionais de todo o mundo, tendo mudado o estilo de vida de personalidades como Boy George eSam Smith

Best-seller internacional, o livro esteve no primeiro lugar da Amazon durante vários meses, e em todos os tops do Reino Unido durante 2015, permanecendo ainda este ano.
Foi também o terceiro livro de saúde e bem-estar que mais vendeu no Reino Unido, no ano passado. Chegou recentemente a Portugal, com a Jacarandá Editora. 
01/03/2016, Fonte: LuxWoman

“COMER. NUTRIR. BRILHAR.”

O LIVRO DE DIETAS MAIS COBIÇADO NO REINO UNIDO CHEGA A PORTUGAL
Após anos a receber centenas de pacientes, alguns tão ilustres como Boy George e Sam Smith, a nutricionista Amelia Freer lançou um livro que é já um sucesso à escala global. “Comer. Nutrir. Brilhar” chega a 3 de fevereiro a Portugal depois do primeiro lugar na Amazon e de ter liderado as tabelas de vendas em Inglaterra.

Leia mais aqui: 
http://lifestyle.sapo.pt/sabores/noticias-sabores/artigos/comer-nutrir-brilhar-o-livro-de-dietas-mais-cobicado-no-reino-unido-chega-a-portugal 
03/02/2016, Fonte: SAPOLIFESTYLE

«A Cidade nos Confins do Céu» na estante da Time Out

01/02/2016, Fonte: Time Out

Booktrailer Animais Ponto-A-Ponto

1000 Pontos para unir. 20 Animais para completar
11/01/2016

Booktrailer Colorir por Números: Ícones

20 Retratos icónicos para colorir e destacar
11/01/2016

A Juventude - «Um livro que deve ser lido nem que seja após o filme»

«Desde que o filme A Juventude de Paolo Sorrentino foi ao Festival de Cannes que as imagens dos atores Michael Caine e Harvey Keitel, dentro de uma piscina a terem conversas parvas enquanto uma jovem nua entra para dentro de água, correram o mundo inteiro.  
A situação marca o trailer do filme mas o que os espectadores vão encontrar na restante cento e tantos minutos que faltam é bem diferente deste efeito voyeurista que "vende" o filme. Diferente a nível físico pois o corpo envelhecido é um tema recorrente neste filme, tão repetido como o desânimo das duas personagens.  
O livro publicado há pouco, com o argumento do filme a correr pelos 75 capítulos em jeito de romance, é algo que vale a pena ler. Porque a técnica narrativa é tão sufocante como inóspita, tão absorvente como analítica, pois Sorrentino é hábil na tentativa de caracterizar e de descrever as sensações da dupla de personagens porque tanto o faz através das imagens de um filme como o executa nas páginas deste livro.  
Uma coisa é certa, o leitor não sai frustrado da experiência literária que já se cansou de observar naqueles segundos de propaganda do filme exaustivamente repetidos e, principalmente, porque se diverte com o sarcasmo e a ironia sempre presentes. »
  
02/01/2016, Fonte: Diário de Notícias

"A Juventude", de Paolo Sorrentino, é o melhor filme europeu

O filme A juventude, do realizador italiano Paolo Sorrentino, foi considerado, este sábado, em Berlim, o melhor filme europeu pela Academia Europeia do Cinema que também distinguiu os atores britânicos Michael Caine e Charlotte Rampling.

A juventude, que se estreou em Portugal na quinta-feira, dominou a 28.ª edição dos prémios, com Sorrentino a ser galardoado como melhor realizador e Michael Caine melhor ator.

Segundo o crítico do DN João Lopes "Sorrentino faz um filme de desencantado realismo que, em qualquer caso, atrai uma subtil dimensão de fábula existencial".

http://www.dn.pt/artes/interior/a-juventude-de-paolo-sorrentino-e-o-melhor-filme-europeu-4927716.html

15/12/2015, Fonte: Diário de Notícias

Milena Busquets em entrevista à SÁBADO

"Escrevi para a minha mãe e ela não vai ler"


Quando o pai de Blanca (e de Milena) morreu, a mãe contou-lhe a história de um imperador que pediu a um grupo de sábios uma frase que servisse para todas as ocasiões - era o título do livro, Também Isto Passará.


Agora foi a mãe de Blanca (e de Milena) que morreu e ela lembrou-se da frase aos 40, com dois filhos e dois divórcios (tal como Milena), para concluir que a lenda chinesa está errada. Há coisas que não passam para Blanca, a protagonista do livro que foi a grande sensação da anterior Feira do Livro de Frankfurt. E não passam para Milena Busquets. 

Qual é a semelhança entre personagem e autora? 
O livro é muito autobiográfico, pelo menos na relação com a minha mãe. Claro que a vida não funciona de forma tão perfeita. Nunca estive de férias com o meu amante, os meus ex-maridos, os meus amigos. 

Era a melhor forma de lidar com a perda? 
Não acredito na escrita enquanto terapia. Estava sem trabalho e comecei a escrever sem achar que me ia ajudar com a morte da minha mãe. Fiquei feliz por conseguir expressar o amor que sinto por ela mas continua a fazer-me uma falta tremenda. Está tanta gente a ler isto, só que eu escrevi para a minha mãe e ela não vai ler. Parece um sucesso mas é um grande falhanço. 

A Blanca às vezes tem dificuldade em ser adulta. Isso não acontece às vezes? 
É horrível. Achamos que temos tudo controlado e depois vem algo que nos faz sentir de novo com 12 anos. Mais uma vez prova que nem tudo passa. A criança que fomos continua a estar cá. 

Perder os pais não ajuda a perder a infância? 
Faz muita diferença. Se tudo correr bem, somos nós a morrer a seguir. Se tudo correr mal, são os nossos filhos. Na melhor das hipóteses estamos lixados. Não ter ninguém à nossa frente faz com que estejamos mais sozinhos. Deixamos de estar rodeados. 

Percebe o fenómeno em torno do livro? 
Não consigo perceber. Há tantos livros bons que não vendem. Será por causa da universalidade da relação mãe-filha? 

07/12/2015, Fonte: Revista Sábado , Jornalista: Catarina Homem Marques

Luís Caetano falou com Simona Cattabiani sobre o livro «A JUVENTUDE», de Paolo Sorrentino

Ontem na Última Edição (Antena 2), Luís Caetano falou com Simona Cattabiani sobre o livro «A JUVENTUDE», de Paolo Sorrentino, uma história que retrata a amizade, o desejo, a arte e a aventura de dois amigos que desafiam a passagem do tempo.

http://www.rtp.pt/play/p303/e216214/ultima-edicao
04/12/2015, Fonte: Última Edição, Antena 2 , Jornalista: Luís Caetano

«Também Isto Passará», de Milena Busquets, será adaptado ao cinema

O bestseller internacional «Também Isto Passará», de Milena Busquets, será adaptado ao cinema!
Depois de vários meses de conversações e de muitas e interessantes ofertas apresentadas por diferentes produtoras cinematográficas, os direitos de adaptação foram comprados pelo reconhecidíssimo produtor argentino Daniel Burman.

Para quem não conhece, Daniel Burman é o co-produtor do «Diários de Che Guevara», assim como o produtor do «El Rey del Once» (em inglês, «The Tenth Man»), um dos filmes argentinos mais esperados para 2016.

Avançamos aqui em primeira mão que o filme terá um argumentista sensação!... Aguardem por notícias nossas

02/12/2015

Booktrailer Segunda Vida

S.J. Watson

Surpreendente, inquietante, misterioso, absorvente.
É assim o novo livro de S.J. Watson, «SEGUNDA VIDA».

https://www.jacaranda.pt/…/ficcao-e-l…/romance/segunda-vida/

26/11/2015

Quer cortar na carne?

Livros para cozinhar com vegetais


Observador sugere o livro "Celebrar com Vegetais", de Yotam Ottolenghi, para uma alimentação mais saudável.

«Folheando este livro de grande formato as suas pataniscas de pimentos, os seus pastéis de quinoa e alho-silvestre, as suas alcachofras com mozzarella e limão cristalizado ou ainda o seu pudim de pão com ricotta e rosmaninho, é festejar o regresso dos vegetais e torcer para que nos invadam a cozinha.»

Leia o artigo completo: http://observador.pt/2015/10/31/preocupado-com-o-consumo-de-carne-aqui-tem-5-livros-para-cozinhar-com-vegetais/

07/11/2015, Fonte: Observador

MY WAY - A ascensão de um bilionário a Primeiro-Ministro

A primeira biografia autorizada de Silvio Berlusconi por Alan Friedman

Ao vivo no canal TV Bloomberg, Alan Friedman explica o controverso e mediático livro.



23/10/2015, Fonte: TV Bloomberg

Em entrevista à NiT, Milena Busquets explica o bestseller "Também Isto Passará".

22/10/2015, Fonte: NiT

“Celebrar com Vegetais” - Livro Número 1 na amazon/Reino Unido chega a Portugal

Yotam Ottolenghi, chefe de cozinha israelita radicado no Reino Unido, fez do seu quarto livro, “Celebrar com Vegetais”, um sucesso planetário. A obra, com lançamento este mês de setembro em Portugal, já vendeu mais de um milhão de cópias. É o número 1 na Amazon/Reino Unido. Junta-lhe vários prémios na categoria de livros de culinária.

“Celebrar com Vegetais” (Jacarandá Editora) traz-nos mais de 150 receitas apresentadas de acordo com diferentes métodos de confeção - grelhados, no forno, em lume brando, escaldados, guisados ou crus. Em comum a todas as propostas o facto de os legumes não desfilarem como acompanhamento discreto do prato principal. Eles são a estrela à mesa como nos prova Yotam Ottolenghié. O conhecido chefe, proprietário de diversos restaurantes em Londres, e autor de livros de culinária, mistura nas suas receitas inovação com ênfase no sabor, nas especiarias e na frescura dos ingredientes. Yotam junta a esta fórmula um estilo invulgar.

Entre as receitas que degustamos neste “Celebrar com Vegetais”, destaque para a salada de manga-afonso com grão-de-bico e caril; a quiche de marmelada e stilton; as pataniscas de quiabos com molho de tomate e pão; a salada de algas, gengibre e cenoura. Nas sobremesas: ruibarbo assado com labneh doce; marmelo cozido em sumo de romã.

Yotam Ottolenghi tirou o mestrado em Filosofia e Literatura ao mesmo tempo que trabalhava na redação de um jornal diário israelita, antes de se mudar para Londres em 1997. Começou por ser assistente de chefe de pastelaria no Capital e depois trabalhou em Kensington Place, Launceston Place, Maison Blance Baker and Spice, antes de inaugurar a sua cadeia de restaurantes e lojas de comida, presente em NottingHill, Islingtone Belgravia. Abriu o restaurante NOPI em Piccadilly em 2011.

Yotamé é autor dos bestsellers “Ottolenghi: The Cookbook”, “O Novo Vegetariano” e “Jerusalem”.

Apresentou duas temporadas do programa Ottolenghi’s Mediterranean Feast no More 4 e no Channel 4.

“Celebrar com Vegetais” está nos escaparates a partir de 16 de setembro.

14/09/2015, Fonte: Sapo Lifestyle

Nós adaptado a televisão

Quem irá fazer o papel de Douglas?
São excelentes notícias! O livro Nós, de David Nicholls será adaptado pela televisão britância, pela BBC.
Ainda não temos muitos detalhes, sendo avançado apenas que a série terá 3 ou 4 partes.
Para já fica a questão: quem fará o papel do protagonistra Douglas?


 
09/06/2015, Fonte: Jacarandá Editora

Grufalão visita a Feira do Livro de Lisboa

No sábado passado, o Grufalão foi visitar a Feira do Livro de Lisboa, levando momentos de grande diversão aos mais pequenos! Além do Grufalão, tivemos uma manhã dedicada aos livros de Mistérios e Aventuras da Jacarandá, com uma roda dos mistérios, muitos brindes e modelagem de balões.

Neste Dia Mundial da Criança, o Grufalão está de volta entre as 15 e as 19.30. Venham conhecê-lo no espaço da Jacarandá!

 

01/06/2015, Fonte: Jacarandá Editora

85º Edição da Feira do Livro de Lisboa

Venham conhecer as apostas da Jacarandá Editora
Já começou a  85º edição da  Feira do Livro de Lisboa!
De 28 de Maio a 14 de Junho poderão visitar o espaço da Jacarandá Editora,conhecer todas as nossas apostas, participar em atividades e receber  brindes para toda a família.
Amanhã, entre as 11.00 e as 13.00 iremos destacar os nossos livros para os mais pequenos, com um dia dedicados aos Mistérios e Aventuras Jacarandá, com uma roda dos mistérios, oferta de brindes, modelagem de balões e a presença do Grufalão!


 
29/05/2015, Fonte: Jacarandá Editora

David Nicholls entrevistado por Filipa Melo

Após o sucesso do terceiro romance, Um Dia (ed. Civilização,dois milhões de exemplares vendidos, em 37 línguas), esteve cinco anos sem publicar. Entretanto, deitou para o lixo as cerca de 35 mil palavras de uma primeira versão de Nós. Porquê?
Eu costumo admitir que tive um bloqueio, mas, na verdade, não parei de escrever nesses cinco anos. Produzi três argumentos para cinema e cerca de seis milhares de páginas para televisão. Acontece que andava demasiado ocupado,demasiado disperso e tudo me parecia aquém da qualidade de Um Dia. Durante um ano e meio, trabalhei uma sequela. Escrevi sobre um pai que convida o filho para fazerem juntos uma Grand Tour [roteiro de viagem cultural pela Europa, praticado pelos jovens da classe alta britânica no século XVIII], em reparação por ter estado afastado dele durante 10 anos.

01/04/2015, Fonte: Ler , Jornalista: Filipa Melo

Elif Shafak entrevistada por Bruno Vieira Amaral

«Disse numa entrevista que não se pode dar ao luxo de ser apolítica. Acha que isso é válido para todas as escritoras de países que enfrentam os mesmos problemas?

Claramente. Uma escritora da Nigéria, do Paquistão, do Egito, do Líbano, não se pode dar a esse luxo. Enquanto escritora turca sei que não me posso dar a esse luxo. Mas isto não quer dizer que a política seja o meu guia. Não é. O meu guia é a imaginação, a literatura, contar histórias, porém os meus livros falam de questões políticas. Não tenho respostas, nem quero ensinar ninguém, mas quero continuar a fazer perguntas. E, na Turquia, o desejo de ter a liberdade de fazer perguntas é, em si, um ato político.»

30/03/2015, Fonte: Ler , Jornalista: Bruno Vieira Amaral

Kamila Shamsie nomeada para o Baileys Women´s Prize For Fiction com Um Deus em Cada Pedra

Foi hoje anunciado que o novo romance de Kamila Shamsie, Um Deus em Cada Pedra, editado em Fevereiro em Portugal pela Jacarandá Editora, encontra-se nomeado para o Baileys Women´s Prize for Fiction 2015.
O Baileys Women´s Prize for Fiction, anteriormente conhecido como Orange Prize for Fiction, é um dos mais relevantes prémios da literatura do mundo. Trata-se de um prémio anual que celebra e reconhece a excelência eoriginalidade da ficção escrita por mulheres.
A vencedora será anunciada a 3 de Junho.
Esta nomeação vem reforçar o reconhecimento pelo trabalho de Kamila Shamsie, autora internacionalmente premiada, que já foi finalista do Orange Prize for Fiction e incluída pela revista Granta na categoria Best of Young British Novelists, categoria que lista os 20 melhores escritores da próxima década. 
Um Deus em Cada Pedra é uma obra literária profundamente comovente sobre amizade, injustiça, amor e traição, fortemente marcada pela História, altamente aclamada pela crítica.
10/03/2015, Fonte: Jacarandá Editora

Matar a fingir

Hilary Mantel é uma provocadora. Quando decidiu matar Margaret Thatcher às mãos do IRA, ninguém foi capaz de a impedir.
«É um livro doente, escrito por uma mente doente e está a ser promovido por uma estação de radiodifusão doente». Em Novembro último, lord Tebbit, ex-membro do primeiro Governo de Thatcher, insurgiu-se contra a difusão pela BBC-Radio 4 de O Assassinato de Margaret Tatcher: 6 de Agosto de 1983. A narrativa ficciona o assassínio da dama de ferro, à porta de um hospital londrino, cerca de um ano antes do atentado à bomba pelo IRA no hotel Brighton, de que resultaram cinco mortos e dezenas de feridos e incapacitados (entre estes a mulher de Tebbit). O Assassinato de Margaret Thatcher foi incluído por Hilary Mantel na antologia homónima de dez contos, de 1993 a 2012, a que a Jacarandá acrescenta mais um na edição portuguesa: A Escola de Inglês, com publicação em língua inglesa prevista só para Maio. Às críticas, a escritora inglesa respondeu: «Fiquei estupefacta quando sugeriram que a polícia devia interessar-se pelo caso do assassínio ficcional de uma pessoa que já estava morta. Não queria estar na pele do advogado encarregado de justificar a acusação».
 
06/03/2015, Fonte: Sol , Jornalista: Filipa Melo

Elif Shafak. "Nas sociedades patriarcais os homens também são infelizes"

"A Bastarda de Istambul" é o primeiro livro da escritora turca a ter edição portuguesa. A obra revela parte da Turquia actual, uma sociedade complexa onde tabus e multiculturalismo se cruzam
Esteve na Fundação Gulbenkian esta semana a convite da sua editora em Portugal, a Jacarandá , e do Serviço das Comunidades Arménias. A relação entre turcos e arménios é um dos assuntos que o seu romance trata, através de mulheres de diferentes gerações, às quais quis dar voz, num país que crescentemente as restringe ao espaço das suas casas. Traços históricos e sociais que se revelam pela ficção, de uma das escritoras que mais livros vende na Turquia.
05/02/2015, Fonte: IOnline , Jornalista: Ana Tomás

Elif Shafak na Gulbenkian

A escritora turca Elif Shafak, aclamada pela crítica como uma das vozes mais originais da literatura contemporânea, vai estar na Fundação Gulbenkian, a convite do Serviço das Comunidades Arménias e da Jacarandá Editora, para falar dos temas do seu livro,A Bastarda de Istambul. Autora muito premiada, Shafak mistura as tradições narrativas do Ocidente e do Oriente, dando voz às mulheres, às minorias e às subculturas.

No dia 3 de fevereiro, no auditório 3, Elif Shafak e a jornalista Clara Ferreira Alves conversarão sobre o tema “Escrever sobre tabus num mundo multicultural”. Elif Shafak é formada em ciência política e tem lecionado em várias universidades dos Estados Unidos da América, do Reino Unido e da Turquia. Tal como refere nesta intervenção nas conferências TED. 
 

O road movie literário de David Nicholls

Uma história de amor numa narrativa de formação, a crise da meia- idade, os museus e a viagem.
Não é a primeira vez que o britânico David Nicholls está em Lisboa. Mas não escolheu a cidade para ser uma das capitais europeias por onde as personagens do seu mais recente romance, Nós (ed. Jacarandá), passam durante a viagem de férias que estão a fazer pela Europa, uma Grand Tour à maneira do século XVIII para preparar o filho para o mundo adulto.
16/12/2014, Fonte: Público , Jornalista: Isabel Coutinho

Cantinho de Leitura Jacarandá no Jardim Zoológico de Lisboa

Histórias, música, pinturas e muita animação!

A Jacarandá Editora esteve presente no evento “A Chegada do Pai Natal”, no Jardim Zoológico de Lisboa, que decorreu no dia 6 de Dezembro.

O  cantinho de Leitura da Jacarandá encheu o coreto do Zoo com muita animação, histórias, música, pinturas faciais e presentes, tendo como protagonistas a divertida girafa Geraldo, do livro As Girafas não Dançam e o Grufalão.

08/12/2014, Fonte: Jacarandá Editora

National Book Awards elege David Nicholls como autor do ano 2014

Depois de uma nomeação para o Man Booker Prize, David Nicholls foi eleito autor do ano 2014 do Reino Unido, pelo National Book Awards, com o seu mais recente romance Nós. A academia elegeu o autor pelo bestseller Nós, a 26 de Novembro, frente aos nomeados, Ali Smith’s com o romance How to Be Both, David Mitchell’s, com The Bone Clocks e Sarah Waters’s, com The Paying Guests.
01/12/2014, Fonte: Jacarandá Editora

A Jacarandá Editora apadrinhou um...Jacarandá!

A Jacarandá Editora apadrinhou um...Jacarandá! 
Esta foi a nossa forma de agradecer à natureza e à árvore que nos inspira, contribuindo assim para salvaguardar o Jardim Botânico da Universidade de Lisboa.
Venham passear no Jardim Botânico e conheçam esta bela árvore!
29/10/2014, Fonte: Jacarandá Editora

Jacarandá lança livro do lendário Keith Richards

Gus & Eu – A História do Meu Avô e da Minha Primeira Guitarra
Da autoria do lendário guitarrista dos The Rolling Stones, Keith Richards, com ilustrações da sua filha, Theodora Richards, Gus & Eu é um livro inspirador, sobre o momento mágico em que o avô lhe oferece a sua primeira guitarra, promovendo um amor eterno pela música.
07/10/2014, Fonte: Jacarandá Editora

Se não fosse o avô, Keith Richards nunca seria Keith Richards

O guitarrista dos Rolling Stones tem um livro (novo) de agradecimentos e revelações: é sobre o avô, saxofonista que perdeu o fôlego por causa dos gases tóxicos da primeira guerra mundial.
Vamos começar com uma citação - é grande, mas vale a pena. "Devo ao meu avô Gus, que Deus o tenha, muito do meu amor pela música. Às vezes escrevo-lhe bilhetes e fixo-os à parede. 'Obrigado, vô'. Theodore Augustus Dupree, pai de sete filhas, acabou por ir viver justamente para perto de Seven Sisters Road, no número treze de Crossley Street [Londres]. 'Oito mulheres, a contar com a esposa!', costumava dizer. A esposa era a Emma, uma mulher de vida sofrida, Turner de seu nome de solteira, uma ótima pianista. Há que dizer que a Emma estava um degrau acima do Gus: era uma autêntica senhora que até falava francês. Como terá ele conseguido conquistá-la, não faço ideia. Conheceram-se na feira agrícola de Islington, numa roda-gigante. O Gus era um galã, adorava rir e tinha sempre uma tirada divertida. Era ao humor, ao exercício constante do riso, que ia buscar forças para enfrentar tempos difíceis. Havia muita gente assim, na sua geração."

Ler mais: http://expresso.sapo.pt/se-nao-fosse-o-avo-keith-richards-nunca-seria-keith-richards=f892462#ixzz3RKpuC181
06/10/2014, Fonte: Expresso

Presença lança nova chancela, a Jacarandá

Chama-se Jacarandá, quer ser uma chancela generalista, e vai ser dirigida por Simona Cattabiani, ex-directora editorial da Civilização

O grupo editorial Presença anunciou a criação de uma nova chancela, a Jacarandá, que terá como directora editorial Simona Cattabiani, que abandonou em Novembro a editora Civilização, onde desempenhava idênticas funções. Os primeiros títulos sairão já na rentrée e, segundo um comunicado da Presença, a Jacarandá deverá lançar cerca de cinco livros por mês em Outubro e Novembro.

18/06/2014, Fonte: Público